quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Corte o preconceito, corte a indiferença!

Gente vocês já viram a campanha sobre o dia internacional de combate a AIDS!  E vocês já fizeram o teste?? Hoje pode ser o primeiro dia pra você começar a agir diferente!!

Vale o clique!!





Siga-nos no Twitter e fique por dentro de muitas novidades!

4 comentários:

Plininho Carvalho disse...

Oi. linda!
Eu li o perfil do seu blog e estou completamente apaixonado por você!
Mas, calma, não é uma paixão com interesses, mas sim uma paixão de adimiração, que é o que você merece. Sou um 'canceriano sem lar', ou melhor, sem compreensão, devido a, acredito eu, minha homossexualidade também não assumida.
Parabéns pelo seu blog, aquariana, já estou de seguindo e SEMPRE estarei aqui.
Do seu fan número um!

Ah, já ia me esquecendo. A postagem está relacionada a AIDS, então tenho que comentar dela, oras! Há um tempo atrás, eu tinha AIDS na minha cabeça como a maioria quase unanime dos brasileiros. Uma doença terrível e extremamente contagiosa! Claro que o preconceito era inevitável. Então, conheci um livro chamado "Depois Daquela Viagem" que é a autobiografia de Valéria Pissa Polizzi, soro-positiva desde os 15 anos. O livro muda COMPLETAMENTE o jeito de pensar de qualquer cidadão em relação a AIDS. não digo que o preconceito acabou totalmente, porque eu vejo ele como uma reação do subconciente, meio que impossível de controlar, mas agora eu sinto uma imensa simpatia por toda essa população sofredora desse mal conteporanio.
Gostaria muito que a dono do melhor blog que já vi em toda minha vida respondesse minha postagem, mesmo eu não sendo um blogeiro muito frequente.
Beijos carinhosos, linda, e sucesso!

Carolynna disse...

Adorei os videos e obrigada por postá-los.
Ainda é um mito tentar conviver pacificamente com pessoas soro positivo,pois a sociedade critica e oprime essas pessoas. Mas acredito que ainda conseguiremos viver pacificamente nesse mundo, ele é tão grande... então não precisa de tanto alarde por partes dos outros.

Obrigada novamente pelo post.
ps: acho que me perdi no comentário... hahahaha
Beijos, Beijos

Meu Querido Armario disse...

Oi, Plínio!! Pra mim é uma felicidade saber que existem pessoas que se identificam com o meu modo de ver o mundo e principalmente com a minha, ou melhor, a nossa "estadia" no armario, digo estadia porque nao sei até quando estarei por aqui, a gente nunca sabe quando é o momento de se assumir, nao é mesmo?

Acredito que nada forçado funciona, ou presta, entao defendo o direito que temos de permanecer no armario se assim quisermos, ou se nos sentimos mais confortaveis com tal situaçao!

Nao vejo como covardia, como muitos já disseram, vejo como um caminho longo que implica aceitaçao, coragem, amor e compreensao.

Muito se diz de pessoas que foram expulsas de casa e excluidas da familia por se assumirem precocimente.

Cada vez que tenho a oportunidade escrevo sobre situaçoes de preconceito, vergonha e medo que eu já passei nao só com a minha familia como tambem no meio onde transito.

Espero que esteja gostando e nao deixe comentar! Assim saberei que eu nao estou sozinha!!

Um beijo enorme!!

Meu Querido Armario disse...

Falei, falei, falei e nao respondi sobre o "post" rs

Entao li esse livro quando tinha 14 anos, minha mae me deu de presente, esse livro e o "Vidas de Drogas" de Walcy Carrasco, aquele da novela, foram divisores de aguas na minha vida, pois conheci uma realidade totalmente diferente da minha.

O "Depois daquela viagem" principalmente porque me mostrou que qualquer um pode estar sujeito ao contagio com AIDS, inclusive uma menina de classe média que transa sem camisinha com seu namorado!

Entao gente cuidado, vamos nos cuidar, fazer os exames direitinho, para que tudo dee certo!

Um beijao!!